Notícias

Segurança na internet: dicas práticas para 2023

Navegar na internet nos possibilita encontrar sites interessantes, acessar as redes sociais e também realizar compras online. Além disso, também é possível criar seu próprio conteúdo e divulgá-lo, a fim de encontrar um público ou comunidade com interesses parecidos.

Porém, é um ambiente que vem se tornando alvo de diversos golpes, que podem levar a sérios prejuízos, como perdas financeiras ou exposição de privacidade. Confira, agora, dicas para proteger seus dados.

10 dicas para ter mais segurança na internet

10. Fortaleça suas senhas

Utilizar senhas fortes traz muito mais segurança na internet. Isso porque elas se tornam mais difíceis de serem decifradas por hackers e outras pessoas mal intencionadas. Senhas mais seguras, normalmente, contam com números (sem serem sequenciais), caracteres especiais como @,& ou % e letras maiúsculas e minúsculas.

Troque as senhas mais utilizadas de tempos em tempos. Evite nomes de familiares, pets e datas de aniversário, por serem as combinações mais comuns.

É importante criar senhas diferentes para cada cadastro, para se proteger também em caso de vazamento de dados e nunca compartilhar suas senhas com outras pessoas ou anotar em locais de fácil acesso.

segurança de dadosUma senha forte tem variações de letra, números e símbolosFonte: Getty Images/Reprodução

9. Utilize a autenticação de 2 fatores

A autenticação de dois fatores é uma medida adicional de segurança que você pode adotar para proteger suas contas online. Com ela você precisa fornecer duas formas de identificação para acessar sua conta, geralmente uma senha e um código enviado para o seu celular ou gerado por um aplicativo de autenticação, como o Google Authenticator.

Isso torna muito mais difícil que pessoas não autorizadas acessem suas contas, mesmo que tenham adivinhado ou roubado sua senha. Portanto, sempre ative a autenticação de dois fatores quando essa opção estiver disponível.

8. Aposte em um bom antivírus

Utilizar um bom antivírus é de extrema importância para proteger sistemas e dispositivos contra ameaças cibernéticas.

Ele age como uma barreira de defesa, identificando e removendo programas maliciosos que podem causar diversos danos como roubo de informações pessoais e comprometimento no funcionamento da máquina.

Com um antivírus atualizado e eficiente, é possível detectar ameaças em tempo real, impedindo que se espalhem e causem estragos. Em suma, o antivírus é essencial para manter a saúde digital dos sistemas, garantindo uma experiência online mais segura e tranquila. Você ainda pode economizar ao contratar esses serviços usando um cupom Avast.

7. Sempre verifique links

Verificar a autenticidade dos links na internet pode ser crucial para a segurança online. Hackers e criminosos virtuais frequentemente usam links maliciosos para tentar roubar informações pessoais e financeiras dos usuários.

É importante sempre verificar a URL do site e se certificar de que é o site oficial antes de clicar em qualquer link. Além disso, desconfie até mesmo de contatos conhecidos como família ou amigos se enviarem links suspeitos, que contenham promoções milagrosas ou mensagens estranhas. Para saber os sites oficiais de marcas, tente buscar no Google primeiro.

segurança de dadosURLs suspeitas não devem ser acessadas e nem deve ser adicionado informações sigilosas.Fonte: Getty Images/Reprodução

6. Cuide de seus dados

Tenha cuidado com a segurança dos seus dados pessoais na internet, já que sempre há riscos de ataques cibernéticos e vazamentos de informações.

Evite compartilhar informações sensíveis em redes sociais como nome completo, CPF, data de nascimento e também dados bancários ou fotos, mesmo que parciais, do seu cartão de crédito. As selfies também podem ser utilizadas por programas de reconhecimento facial e inteligência artificial, desse modo, até mesmo suas fotos acabam sendo dados valiosos.

5. Cuidado com downloads

Sempre tenha cautela com downloads na internet, pois podem conter vírus ou programas maliciosos que comprometem a segurança  do sistema. Esses programas maliciosos podem ser usados para roubar informações pessoais, financeiras e até mesmo para controlar o seu computador.

Por isso, confira a fonte do arquivo e use um antivírus atualizado para verificar se o arquivo é seguro antes de baixá-lo. Se precisar contratar esse serviço, aproveite os descontos do cupom Avast.

4. Mantenha-se atualizado

Atualizar aplicativos e programas pode garantir mais segurança na internet. As atualizações geralmente incluem correções de segurança para vulnerabilidades conhecidas, o que ajuda a proteger seus dados e dispositivos contra ataques maliciosos.

3. Não esqueça do backup

Ter um backup dos dados é crucial para a segurança e proteção dos dados pessoais e sensíveis. Ele consiste em criar cópias dos arquivos e dados importantes, armazenando-os em um local separado do original.  Em caso de perda de dados devido a falhas técnicas, um backup pode ser a única maneira de recuperar informações importantes.

É recomendado que os backups sejam feitos regularmente e armazenados em um local seguro e protegido. Você pode ter contas em diferentes plataformas de armazenamento em nuvem, ou contar com um HD externo.

segurança de dadosArmazenar documentos em nuvem é uma opção interessante para back upFonte: Getty Images/Reprodução

2. Se atente ao wi-fi

Usar redes Wi-Fi suspeitas pode colocar seus dados em risco de serem roubados ou hackeados, foque em acessar a internet apenas em redes confiáveis como a da sua residência ou empresa.

Tenha atenção ao se conectar a redes Wi-Fi públicas ou não confiáveis, mesmo que sejam gratuitas, podem custar muito caro caso seu aparelho sofra uma invasão Também evite transmitir informações e compartilhar arquivos caso esteja  conectado a essas redes.

1. Repasse as informações de segurança

Além de conhecer e aprender a se prevenir na internet, repassar as informações adquiridas para familiares e amigos é essencial.

Dessa forma, podemos ajudar uns aos outros e colaborar para construir uma comunidade online mais segura. Compartilhe este artigo e continue se atualizando sobre segurança e tecnologia aqui, em Tecmundo.

Quais são os principais golpes cibernéticos?

Existem diversos golpes cibernéticos. Hoje em dia, até mesmo inteligências artificiaispodem ser uma ferramenta para crimes virtuais. A criatividade dos criminosos digitais continua a evoluir constantemente. Abaixo, você vê os golpes cibernéticos mais comuns na internet:

  1. Pishing: e-mails ou mensagens falsas que parecem legítimas, com logos de marcas famosos, tentando enganar os usuários para que preencham formulários com seus dados como senhas, números de cartão de crédito e outros dados de login.

  2. Ransomware: é um tipo de programa malicioso que bloqueia o acesso a arquivos ou sistemas, exigindo o pagamento de resgate para restaurar o acesso, muito comum em empresas.

  3. Redes sociais: ofertas e perfis falsos de empresas, suporte técnico, atendimento e celebridades,, sorteios fraudulentos e golpes de identidade são exemplos de práticas  que visam enganar usuários nas redes sociais.

  4. Compras online: sites falsos com anúncios enganosos e preços absurdamente baratos, que visam roubar informações financeiras, embolsar grandes quantias e nunca entregam os produtos. É interessante comprar apenas de grandes marcas confiáveis, como as presentes no Tecmundo Cupons.

  5. Vishing: ligações telefônicas onde pessoas se passam por representantes de empresas legítimas, principalmente bancárias, com o objetivo de obter informações pessoais e realizar transferências de dinheiro.

  6. Smishing: golpe que envolve o envio de mensagens SMS fraudulentas para persuadir os usuários a clicar em links suspeitos.

  7. Keyloggers: programa que registra as teclas digitadas pelo usuário para capturar senhas.

  8. Hacking: tentativa de acesso não autorizado a contas online por meio de programas ou adivinhação de senhas.

  9. Golpes de investimento: ofertas extremamente milagrosas, como ao transferir certa quantidade de dinheiro, principalmente via PIX, você logo receberá uma quantia de três a cinco vezes maior, é sempre um golpe!

  10. Boletos falsos: são boletos adulterados para pagamento, com identidade visual de bancos reconhecidos, mas que redirecionam a quantia para as contas bancárias dos golpistas.

segurança de dadosNão clique em links estranhos e não coloque seus dados em sites que você não conhece.Fonte: Getty Images/Reprodução

Quais são os principais alvos de ataques na internet?

Os ataques na internet podem ter uma ampla variedade de alvos, dependendo das motivações dos criminosos cibernéticos e dos seus objetivos. Alguns dos principais alvos de ataques na internet incluem:

  1. Usuários comuns: qualquer pessoa que acessa a internet, incluindo você leitor, pode sofrer ataques virtuais. Idosos, crianças e pessoas com pouco conhecimento de internet costumam ser os alvos favoritos.

  2. Empresas: organizações de todos os tamanhos e setores podem ser alvos de ataques cibernéticos, buscando roubar informações confidenciais, segredos comerciais, propriedade intelectual ou obter acesso a contas bancárias.Alguns dos setores mais visados são os das áreas da saúde, energia, transporte, telecomunicações, financeiras, pesquisas e sem fins lucrativos.

  3. Governos: agências governamentais podem ser alvos frequentes por motivos políticos, espionagem ou para interromper operações críticas.

  4. Instituições educacionais: as instituições de ensino acabam sendo alvos para obter informações pessoais de estudantes, funcionários e pesquisas.

  5. Dispositivos IoT (Internet das Coisas): aparelhos conectados à internet, como câmeras de segurança, termostatos e dispositivos inteligentes, podem acabar sendo controlados a distância e também carregam informações pessoais.

É importante que todos, desde usuários individuais até grandes empresas e organizações, estejam cientes desses possíveis alvos e adotem medidas de segurança eficientes para se protegerem contra novas ameaças.