Notícias

Google recebeu mais de 1 bilhão de pedidos para remover pirataria em 9 meses

Google recebeu pedidos para remoção de mais de 1 bilhão de link de sites de pirataria da busca em apenas noves meses.

A big tech ajustou, lentamente, políticas para impedir a proliferação das URLs que infringem direitos autorais e viu o crescimento após último recorde.

A maioria dos links piratas denunciados no período foram enviados pela empresa MindGeek, que controla o PornHub. Os detentores dos direitos autorais identificam as cópias ilegais nos resultados do Google e acionam o mecanismo para remover da lista.

Os 7 bilhões de links totais reportados ao buscador incluem duplicatas e também páginas que não apareciam no índice.No caso dessas últimas, elas ficam em observação, para serem removidas caso alcancem a listagem.

Mesmo que os donos de direitos autorais sejam o responsáveis por enviar os pedidos de remoção de sites piratas, houve, nos últimos anos, notificações ilegítimas. Os próprios sites de pirataria denunciavam os concorrentes para alcançar mais espaço.

As denúncias devem ser feitas pelos donos dos direitos autorais violados pelos links ranqueados na busca do Google.As denúncias devem ser feitas pelos donos dos direitos autorais violados pelos links ranqueados na busca do Google.Fonte:  Getty Images/Reprodução

O Google começou a divulgar dados de violação de direitos autorais em 2012. O novo recorde chega menos de um ano após o recorde de 6 bilhões. Antes, dos 5 bilhões para os 6 bilhões, foi necessário 1 ano e meio, após um declínio nas denúncias de pirataria.